quarta-feira, 1 de março de 2017

(o tornado levou o título também)

Passas como um tornado impiedoso,
Paredes quebradas num som estrondoso.
Ao longe, majestosa beleza,
De perto, cortante tristeza.

Água e óleo, sentimento e razão
Homogêneos no vórtice desta paixão.
Uma chuva ocular, um dia frio
E uma casa cheia, apenas com teu vazio.

O Poeta Amador.

sábado, 18 de fevereiro de 2017


Moça Poesia

Declama sentimentos em versos
Exala raciocínios complexos
A conclusão converte-se em suspense
Enquanto abre mais um parêntese.

Sentimentos quando tempestuam além do normal
Olhos desaguam numa chuva torrencial
Ainda assim, leva a vida sempre com alegria
Veste um sorriso no rosto e caminha, a moça poesia.

O Poeta Amador.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017


Quando da tua alma um sorriso aflora, 
como mágica, meu dia melhora.

O Poeta Amador.

Memórias esvaem-se no fluxo contínuo deste rio chamado Tempo. Até coisas importantes evaporam-se do pensamento. Não sei quem sou ou como vim parar aqui. Desconheço meu passado; o que será de mim? Avante. Distante. Sem rumo, mas constante. Tal rio deságua num mar de lembranças. Como será que foi a minha infância? Fragmentos de memória impregnados no pensamento. Sorrisos. Olhares. Perfume. Beijos lançados ao vento. Não me esqueço do teu jeito de andar. Justo eu, que nunca fui bom em lembrar.

O Poeta Amador.

domingo, 24 de julho de 2016


Olho nos teus olhos, um universo inexplorado. Galáxias expandem-se no infinito cósmico da tua íris. De repente, pego-me viajando por lugares outrora desconhecidos. O fôlego parece esvair-se de mim, será que fui longe demais? Só mais um pouco, insisto. Prossigo viagem, deslumbrado por cada minúcia que traz a lume tua perfeição. Quando, abruptamente, sou trazido de volta à lucidez; corado de vergonha, disfarço o olhar para um lugar qualquer, levanto-me e vou embora. Porém, jamais esquecerei-me dos poucos segundos que fui o astronauta desbravador da infinitude do mais belo olhar.

O Poeta Amador.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012


... e quando a gente se reencontrar vou contemplar o adormecer de uma saudade, outrora constante, rogando silêncio aos ponteiros do relógio que insistem em tentar despertá-la.

O Poeta Amandor.

terça-feira, 5 de junho de 2012


Estrela-Guia

Navegando num mar de pensamentos
Me percebo estrangeiro aos meus próprios sentimentos.
Sob o sol escaldante minha alma desfalece
Almejando a paz, que vem quando anoitece.

O sol se põe e logo ela está lá,
O reflexo do seu brilho se destaca na imensidão do mar.
Mesmo que o brilho de outras tentem me confundir,
Sei exatamente como te distinguir:

Tua presença é a mais cativante,
Não consigo parar de olhá-la nem ao menos por um instante.
Dona de uma beleza inconfundível,
A única capaz de despertar em mim um amor inextinguível.

Sem você sou como um pirata sem rumo
Uma parede edificada sem auxílio de um prumo.
Nada em minha vida faz sentido,
Se no cair da noite as nuvens te encobrem e não a tenho comigo.

Minha estrela, vem e guia este velho marinheiro
Com você eu viajaria ao redor do mundo inteiro.
Mas agora busco apenas ser guiado ao meu porto-seguro:
O aconchego dos teus braços, que dá paz a este menino imaturo.

O Poeta Amador.

terça-feira, 24 de abril de 2012



Minha visão para o amor


Um sentimento, por bem mais que um breve momento.
Uma vontade de ter com você a pessoa amada,
Horas a fio tecendo sonhos na madrugada.
Tentanram nomeá-lo, mas prefiro sentí-lo.
Tentaram rotulá-lo, mas seria bem melhor ouví-lo.
Tamanha sabedoria ele tem a oferecer, mas poucos o buscam entender.
Uma escolha, a mais importante.
Uma decisão na qual me nego, não apenas por um instante.
Aquele que o toma como tutor, jamais priorizará o sentimento de dor.
A alegria alheia passa a ser a base para meu sorriso.
Ao buscá-lo sinto-me mais próximo do paraíso.
Muitas vezes rejeitado, algumas vezes abandonado,
Mas aquele que ama, será um dia recompensado.
É assim que vejo o amor, como algo precioso e de extremo valor.
Mesmo que não o aceite, continuarei a adorná-la com este enfeite.
Não importa o que aconteça, sonharei, viverei, enfim, amarei.
Pois só o amor eleva a beleza da alma.
Só o amor traz, em meio a esta guerra, um lugar de calma. 

O Poeta Amador.

domingo, 11 de março de 2012


O mais lindo dos sentimentos

Hoje estive pensando em você, 
pensando no porquê de pensar todo dia em você. 
Fico aqui admirando o luar enquanto tento achar uma resposta, 
mas sem tua companhia a lua perde o brilho
 e o céu é escasso de estrelas. 
Não sei ao certo como aconteceu, 
mas sei que aos poucos você foi ganhando espaço no meu coração 
e hoje percebo que já não posso chamar de "meu" 
este coração que é todo teu. 
Amo quando consigo te fazer sorrir, 
pois minha maior felicidade é quando sou o motivo da sua. 
Ouvi falar que isso se chama paixão, 
mas sei que o que sinto é ainda mais profundo. 
Amor? 
Usarei esta palavra por não achar algo ainda mais intenso 
que defina o que sinto por você. 
Cada segundo que estive contigo 
está bem guardado em minhas lembranças. 
Por que o tempo é tão injusto? 
A cada hora que passo ao teu lado 
é como se os ponteiros do relógio girassem na velocidade da luz. 
Dizem que ninguém sabe como é a eternidade, 
mas posso sentí-la sempre que estou longe de ti. 
Quando alguém me pede para descrever a pessoa que mais amo 
eu peço paciência, 
pois é impossível descrever sucintamente 
aquela a quem despertou em mim um amor indescritível. 
Tua beleza inspira a mais bela das flores, 
teu sorriso suscita o mais puro dos amores. 
Tua voz é melodia para minha alma, 
tua presença sempre me acalma. 
Talvez meus versos são ruins e ultrapassados, 
mas meu amor por você é lindo e se renova todo dia. 
Não peço que você sinta o mesmo, 
mas quero que saiba que mesmo se o sol perder o calor, 
as flores perderem o perfume e o mundo chegar ao fim, 
ainda amarei aquela que despertou o mais lindo dos sentimentos 
em mim.

O Poeta Amador.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

   
Escravo

Um escravo do amor. 
As mesmas algemas que me prendem 
me dão liberdade para te amar,
mas continuo escravo, não tenho para onde ir,
não quero ter outro lugar para eu ir.
Teus braços são meu porto seguro,
estou preso a eles, não consigo me libertar,
não quero me libertar.
Sempre sonho com você e a cada sonho 
escrevo uma página de um livro 
que não quero que tenha um final,
mas sim que seja feliz.
Escravo do amor, 
eu sou o teu amor; 
sou escravizado por um sentimento que habita em mim. 
Que irônico!
Tenho as chaves da liberdade, mas me recuso usá-las,
posso escapar de tudo isso, mas não quero.
Já não sei mais se é escravidão, pois um escravo não é assalariado,
já eu tenho teus sorrisos como recompensa 
e as vezes sou o motivo deles, 
tenho teu carinho que me liberta deste mundo
e me faz viajar nas nuvens, 
tenho teu jeito sem graça 
quando recebe um elogio meu, 
tenho teus suspiros profundos 
quando acha que não tenho mais jeito, 
tenho teu olhar que, por um segundo, pode me dizer 
que me ama de várias formas sem mesmo dizer uma palavra, 
enfim, tenho teu amor que é bem mais 
do que todas as recompensas imagináveis.
Talvez, assim como eu, você também seja escrava do amor,
mas quando estamos juntos, nós somos o amor.
Te amo, meu amor.

O Poeta Amador.

sábado, 17 de dezembro de 2011

"Qual o lírio entre os espinhos, tal é a minha querida entre as donzelas." (Cântico dos Cânticos 2: 2).
"As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios, afogá-lo; ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor, seria de todo desprezado." (Cântico dos Cânticos 8: 7).

domingo, 11 de dezembro de 2011

A procura da princesa encantada

Sou apenas um sapo iludido com contos de fada. Dizem que haverá uma princesa de  bom coração que quebrará esta maldição que habita em mim, dizem...
Princesas não passam de farsas! Não passam de mulheres perfeitas idealizadas  por homens imperfeitos!
Vaguei mundo a fora a procura de uma, sim, mergulhei em total ilusão a procura de alguém para quebrar minha maldição. Viajei países a fora a procura da tal princesa encantada, vasculhei castelos, muralhas, casas, vilarejos e nada de encontrá-la! 
Foi quando pelo caminho encontrei um velho sábio que me disse:
"Que procuras, jovem sapo?" Então o respondi: "Há um tempo atrás uma velha bruxa jogou uma maldição em mim e disse que só o beijo de uma princesa encantada poderia desfazer o feitiço. 
Então ando errante mundo a fora procurando a tal princesa que creio ser inexistente!". Então, o velho sábio escolheu uma das estrelas do céu, apontou para ela e disse: "Está vendo aquela estrela? Quantas vezes você já observou especificamente aquela estrela?" 
Eu fiquei sem graça, pois foi a primeira vez que a vi e respondi: "É a primeira vez que a vejo, e observando-a com cuidado vejo que o brilho dela é perfeito!".
O sábio continuou: "Esta estrela sempre esteve aqui e o brilho dela sempre foi o mesmo, mas o problema estava em teus olhos que não te deixavam enxergá-la!
Você sempre olhava para o céu, mas nunca parou para observá-lo. Você sempre procurou em vários lugares por uma princesa encantada, mas nunca se preocupou em observar uma única mulher." 
Foi quando percebi que machuquei muitos corações em busca da princesa encantada. Aquele velho sábio mudou minha forma de pensar, vi que a verdadeira maldição fui eu quem criou e que estava em meus olhos. No final da minha jornada encontrei, em minha terra natal, uma linda mulher, alguém que eu já conhecia, mas que nunca havia parado para observar. Então minha maldição foi quebrada e passei a acreditar em princesas encantadas. 
Uma princesa encantada não precisa ser a mais bela, nem a mais romântica, nem a mais jeitosa. Uma princesa encantada é aquela cujo brilho te faz perceber que ela é única e cujo encanto te faz viajar nas nuvens. Não idealize alguém, mas observe quem está do teu lado, esta pode ser a tua princesa encantada.

O Poeta Amador.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O homem que não sabia amar.

A frieza estava em seu olhar
Não havia sentimento que ele pudesse demonstrar
Talvez era um homem sem coração?
Não sei, mas sei que nele não havia emoção.

Tudo fazia pela lógica e raciocínio.
Suas atitudes eram mantidas sob perfeito domínio.
Mas um dia tudo isso mudou; o gelo derreteu
E pela primeira vez, aquele coração velho e enferrujado bateu.

Passeava pelo jardim, como de costume
Quando percebeu algo diferente, um novo perfume.
Curioso, entrou por um caminho desconhecido,
Seu coração o guiava, voando com as asas de seu cupido.

Finalmente chegou a seu belo destino
A mais perfeita das rosas o esperava sorrindo.
Foi ali que tudo em sua vida mudou.
O homem sem sentimentos pela primeira vez amou.

O que não tinha lógica passou a fazer sentido
Em uma única flechada, o raciocínio foi vencido pelo seu cupido.
Uma lágrima desceu pela face e pôs-se a chorar,
O amor tomou conta do coração do homem, que não sabia amar.

A rosa é perfeita é você e aquele homem sou eu.
Este velho coração não me pertence mais, pois ele é todo teu.
Um homem não pode viver sem que em seu peito bata um coração,
Então preciso viver onde ele vive: junto a minha eterna paixão.

O Poeta Amador.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Amor Infantil

Ouço histórias para poder dormir,
Mamãe diz que se eu tiver fé elas podem existir.
Então, dia-a-dia, vivo acordado a sonhar
E é a minha história, pequena amiga, que eu quero te contar.

Aquele dia foi o mais marcante da minha vida,
Ela me olhou e acenou para mim, na hora da saída.
Abaixei a cabeça, pois a timidez me dominou,
Mas aquele momento, no meu coração ficou.

No outro dia quis me aproximar, ficar um tempo ao seu lado;
Então, naquela hora decidi firmemente, pedir o lápis emprestado.
As pernas estavam bambas e a voz falhava só de te ver,
Foi quando sorriu e me convidou para sentar junto a você.

Começamos a andar juntos, minha pequena amiga,
E tive a certeza de que você é o amor da minha vida.
Tive medo de te contar, pois não sei se você se sente assim,
Mas só de estar ao teu lado pequena, é mais do que o suficiente para mim.

Bom, esta é a minha singela história e sei que fui covarde,
Mas tomei a coragem para te contar toda a verdade.
Largaria todos os meu jogos e brinquedos de lado
Para segurar a sua mão e ser, ao menos por um instante, teu eterno namorado.

O Poeta Amador.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Grande Amiga

Não dá tempo para minhas lágrimas caírem ao chão
Você enxuga cada uma delas; não tenho mais preocupação
Fico horas a fio falando sobre meus dilemas
Você escuta cada um deles como se fossem teus próprios problemas.

Poderia te chamar de conhecida, colega ou amiga
Mas chamo de anjo aquela que é minha companheira preferida
Mesmo que a distância insista em interferir nossa amizade
Estou certo de que ela vai durar por toda a eternidade.

Conto os dias para poder te ver novamente
Sei que o que sinto é exatamente o que você sente
Saudades de passar meus dias ao teu lado
Pena que não podemos reviver aqueles belos momentos do passado.

Te agradeço por cada momento que você passou junto a mim
"Obrigado" não é a palavra certa, pois minha gratidão é sem fim
A alegria na minha vida é somada e a dor é subtraída
Sempre que estou perto da minha eterna grande amiga.

O Poeta Amador.

Tarde de Outono

Passeando pelo bosque nesta tarde cinzenta
Observando o cair das folhas enquanto venta
Elas dançam graciosamente até cairem ao chão
Este é o exato tempo que dura uma paixão.

Porque o que sinto por voce não acabou?
As folhas se foram e porque este sentimento ainda ficou?
Em plena tarde de outono meu sentimento por ti ainda floresce
Nesta tarde fria e nublada meu amor por você é o que me aquece.

Você é a dona do sorriso mais belo do mundo
Não quero parar de olhá-lo nem mesmo por um segundo
Teus olhos da cor do outono me fizeram perceber
Que minha tarde fica mais bela quando minha companheira é você.

Imploro ao vento que não leve meu amor
Fica comigo só mais um pouco, te peço por favor
Nem mesmo a força das quatro estações podem tirar você de mim
Pois pelo teu amor eu vou lutar até o fim.

O sol está se pondo e a tarde lentamente partindo
O vento levou todas as folhas, mas vou embora sorrindo
Pois no meu coração sei que existe algo que o vento nunca poderá levar
O amor da minha vida, minha princesa linda, que para sempre eu vou amar.

O Poeta Amador.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011


"Amor é quando você tem todos os motivos para desistir de alguém, e não desiste."
William Shakespeare.

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Admirador Secreto

Te mando flores e poesias
Sigo teus passos todos os dias
"Anônimo" passa a ser minha assinatura
Desta forma é mais cômodo persistir nesta loucura.

Conheço tuas manias
Sei que vives em nostalgias
Mas do passado quero dar-te o presente
Tão breve não quero mais ser tão ausente.

Vivo como um fora da lei
Certo ou errado não sei
A todos quero revelar meu nome
Mas quando a coragem me vêm, logo ela some.

Grito em silêncio ao mundo que te amo
Mesmo que em pensamento sempre é teu nome que chamo
Quero que saibas que por enquanto é melhor
Não declarar este imenso e puro amor.

Quero ser teu melhor amigo
Para rir, desabafar e chorar contigo
Quero ser teu anjo da guarda
Para fazer que em tua vida, no amor não haja mágoa.

Amo-te e continuarei a tentar lhe conquistar
Espero que um dia tu venhas a me amar
Declararei meu amor por ti quando for o momento certo
Mas a princípio, me conheça apenas como teu Admirador Secreto.

O Poeta Amador.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

O amor completa o homem e renova seu vigor dia a dia.

O Poeta Amador.

Amar...

O amor vai muito além de um mero sentimento. Amar é ir na contra-mão do egoísmo. Amar é, muitas vezes, dizer sim a pessoa amada quando é mais cômodo dizer não. Amar, acima de tudo, é agir em prol da pessoa amada mesmo que isto lhe seja custoso. Enfim, amar não é simplesmente dizer "Eu te amo", amar é demonstrar por meio de atitudes que é verdadeiro e puro o "Eu te amo".

O Poeta Amador.

A Saudade

A saudade é um sentimento traiçoeiro; quando nos regozijamos por ter obtido êxito em "exterminá-la", esta renasce com toda sua força. A saudade é um sentimento que o tempo, aliado à distância, sempre faz questão de ressuscitar. Enfim, a saudade é passageira, assim como sua morte.

O Poeta Amador.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

"O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba". (1 Coríntios 13: 4-8b).

Nostalgia

Hoje meu dia está frio,
Minha tarde está vazia,
Meus pensamentos voam até você
Aguardo que a volta deles possa te trazer.

Tua voz faz meu coração acelerar,
minhas palavras se perderem no ar.
Você é minha alegria,
Mas agora é a saudade que me faz companhia.

Mesmo em meio ao desgosto
você é capaz de desenhar sorrisos no meu rosto
Tua ausência me fez refletir
o quanto que preciso de você aqui.

Então quando olho para as estrelas
lembro do brilho do seu olhar,
quando durmo, em meus sonhos
você vem me visitar.

Estamos sob o mesmo céu
e mesmo não estando ao seu lado
sei que podemos nos encontrar,
então, apenas olhe para aquelas estrelas
que me lembram do seu olhar.

O Poeta Amador.